Santuário

Santuário Arquidiocesano São Judas Tadeu

07h

09h
11h
18h
20h
07h
19h
07h
19h
07h
19h
07h
19h
07h
19h
07h
17h
1ª Sexta feira de cada mês - : Madrugada da Misericórdia

05h30 - Madrugada da Misericórdia - com Celebração Eucarística

Dia 28 - Festa de São Judas Tadeu

00h

04h

06h

08h

10h

12h

14h

16h

18h

20h

22h

Comunidade Santa Rosa de Lima

Domingo
09h
Quarta-feira
19h
Você está em:

Manhã de Espiritualidade Pascal: “Não estamos mais sozinhos”

Uma manhã marcada por oração, cantos, reflexão e muita paz. Neste clima especial, que marca o terceiro domingo do Tempo Pascal, paroquianos se reuniram no Centro de Evangelização e Obras Sociais São Judas Tadeu para um momento de espiritualidade, presidido por padre Aureo Nogueira de Freitas, reitor do Santuário.

Durante sua reflexão, o sacerdote destacou algumas dimensões que caracterizam o período litúrgico da ressurreição do Senhor: a presença de Deus, a gratuidade do amor divino pela humanidade,  o chamado a vivência do amor, a fé,  a misericórdia,  a cura de nossas feridas e a dimensão do nosso próprio nome.  Padre Aureo lembrou que a grande notícia, quando falamos de ressurreição, é a presença de Cristo junto a nós e que não podemos deixar adormecida a possibilidade de amar. “Não estamos mais sozinhos.  Deus chamou cada um à vida e nunca podemos perder de vista o nosso ponto de partida; Ele está sempre nos saudando. Deus coloca o seu coração na nossa miséria humana. Devemos fazer assim com os outros”, destacou.

“O que me marca é a misericórdia do Senhor”, afirmou Maria de Lourdes Camargo

“Senti muito forte a presença de Deus”, destacou a voluntária Vânia Fátima, de Pedro Leopoldo

Para a dona de casa Maria de Lourdes Camargo, 72 anos, moradora do bairro Nova Floresta, a manhã de espiritualidade possibilitou fortalecimento na fé. “ Gostei muito de participar. Acrescentou muita coisa em minha vida. O que me marca é a misericórdia do Senhor. Percebo o chamado dele para amar ainda mais o meu irmão”, afirmou.  A manicure e voluntária do Santuário, Vânia Fátima de Jesus, 61 anos, que mora em Pedro Leopoldo, também se sentiu tocada pelo encontro. “Senti muito forte a presença de Deus. Ele me convida a perseverar ainda mais na caminhada e entregar minha vida à sua vontade, amando e servindo ao próximo”.

 

“Quando estamos abertos o Senhor nos fala”, destacou Aloísio Barbosa

Segundo o veterinário Aloísio Barbosa, 60 anos, morador de Santana do Riacho, a abertura de coração é fundamental para escutar a vontade de Jesus para nossas vidas. “Quando estamos abertos, o Senhor nos fala. Este aprofundamento me purifica, fortalece e ajuda a ser mais humano com as pessoas”, destacou.

Além da Oração de Laudes, a manhã de espiritualidade contou com meditação da Palavra, leitura de poema escrito por Samantha Guedes (clique no link abaixo) , coordenadora da Pastoral da Cultura, e  adoração ao Santíssimo. Ao final, os paroquianos participaram da Celebração Eucarística das 11h, no Santuário.

 

NAS ENTRELINHAS DA MISERICÓRDIA – SAMANTHA GUEDES

VEJA TAMBÉM