Santuário

Santuário Arquidiocesano São Judas Tadeu

07h

09h
11h
18h
20h
07h
19h
07h
19h
07h
19h
07h
19h
07h
19h
07h
16h
18h
Dia 28 - Festa de São Judas Tadeu

00h

04h

06h

08h

10h

12h

14h

16h

18h

20h

22h

Comunidade Santa Rosa de Lima

Domingo
09h
Quarta-feira
19h
Você está em:

Celebração Penitencial reúne bispos, padres e diáconos no Santuário Basílica da Padroeira de Minas

O clero da Arquidiocese de Belo Horizonte se reuniu no Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade, Padroeira de Minas Gerais, na manhã desta sexta-feira, dia 23, para receber o Sacramento da Reconciliação.

A Celebração Penitencial, presidida por dom Walmor, reuniu bispos auxiliares, padres e diáconos de toda a Arquidiocese de Belo Horizonte. A celebração é uma tradição de muitas décadas e segundo dom Walmor “é a oportunidade do padre se purificar, pela confissão sacramental, para purificar os outros […], queremos a graça e a benção de Deus para ajudarmos o mundo a ser melhor, mais justo e mais fraterno”.

Durante a Celebração Penitencial do Clero, os sacerdotes se organizaram em duplas. No silêncio do Santuário Basílica, confessaram os pecados, um gesto de humildade, preparação para a vivência da Semana Santa – a Semana Maior. Dom Walmor, que se confessou com dom Geraldo Gusmão, arcebispo emérito de Porto Nacional, falou ainda desse momento especial: “quando um sacerdote, um bispo, reconhece sua fragilidade humana, nasce nele o compromisso de ser mais justo, mais honesto e, portanto, se ser um servidor à altura do povo de Deus […], porque todos nós somos servidores do povo”.

O arcebispo convidou ainda a comunidade para participar das celebrações da Semana Santa, fazendo um verdadeiro retiro espiritual, onde se pode encontrar a força que vem da espiritualidade: “o grande convite é que todos participem, vale a pena esse ganho, pois é um ganho que não se compra em lugar nenhum, mas que Deus nos dá de graça para nos sustentar”.

*Divulgação: Assessoria de Comunicação e Marketing Arquidiocese de BH

 

VEJA TAMBÉM